O Estudo Industrialização de Londrina
Presentes ao lançamento autoridades e membros da comunidade local
31/03/2016
O estudo mostra a importância do processo de industrialização para o Município de Londrina. Qual seria o modelo a ser trilhado, que ferramentas devem ser utilizadas para alavancar um desenvolvimento econômico e social influenciado por um processo de industrialização.Diversas soluções são sugeridas dentro de 17 tópicos como logística e infraestrutura(melhorar a infraestrutura de transporte); parque industrial/tecnológico (implantar parques industriais que priorizem setores que gerem maior valor como biomedicina, energias renováveis); marco regulatório (revisão de forma conjunta e sistêmica de leis e normas); projetos estratégicos (definir o foco que a cidade terá nos próximos anos, com base nas vocações e potenciais).

E ainda, políticas de incentivo (diminuir restrições internas e ampliar o nível de atratividade às indústrias); política industrial (envolvimento do setor público e privado gerando competitividade, crescimento econômico e emprego); cultura industrial(disseminar valores de uma cultura industrial com foco nas vantagens econômicas e sociais); agência de desenvolvimento (criar a agência Londrina de desenvolvimento);fomento & crédito (buscar parcerias com bancos para incentivar setores específicos).

Outros tópicos são inovação tecnológica (desenvolver e implantar centro regional de transferência de tecnologia); plano diretor (ter um que promova segurança aos investimentos), marketing da cidade (plano de divulgação da cidade); burocracia(desburocratizar); ambiente de negócios (criar um grupo, núcleo que envolva setor público e privado, apoie ações de empresários); gestão pública (profissionalização com resultados); integração (governança) e mobilização da sociedade (sociedade organizada acompanha e cobra).

O estudo ainda traz soluções para o processo de industrialização e cinco etapas sendo 1-Estabelecer “Marcos Regulatórios” sólidos para oferecer segurança jurídica; 2-Incentivos e focos em setores mais competitivos – “escolhas”; 3-“Logística” – infraestrutura de instalação, recepção, escoamento, mão de obra, apoio tecnológico, entre outros; 4-Incentivos fiscais de fomento e 5-Criação de uma Agência de Desenvolvimento com administração pública e privada para ancorar um Plano de Desenvolvimento.

O tema “Industrialização de Londrina. Análises – Perspectivas – Caminhos” foi aprofundado pelo Fórum Desenvolve Londrina durante o ano de 2014 com base em dados e apresentações de 20 palestrantes que abordaram o assunto por ângulos diversos.

Estudo de 2015 é definido

Este ano de 2015, os integrantes do Fórum Desenvolve Londrina escolheram como indicador o Índice FIRJAN de Gestão Fiscal (IFGF) como tema para o nono estudo temático da entidade.

O índice, criado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, avalia diversas variáveis da GESTÃO PÚBLICA sob o ponto de vista financeiro como Receita Própria, Gastos com Pessoal, Investimentos, Liquidez e Custo da Dívida.

As discussões para a escolha do novo tema iniciaram em fevereiro, quando o Fórum retornou às atividades. A partir da segunda quinzena de março, palestras e os debates sobre o assunto devem começar.

Fórum faz 10 anos em 2015

O Fórum Desenvolve Londrina – entidade não governamental, que busca representar e integrar diversos segmentos da sociedade londrinense – completa 10 anos em 2015. Segundo os diretores da entidade, criada no final de 2005, nesta trajetória, o Fórum amadureceu e se consolidou como um importante instrumento de desenvolvimento, participação e mobilização social e econômica para a comunidade londrinense.